A Implantodontia e Estética Dental pelo Especialista | fotos e video | implante dentario | reabilitação oral

Agenesia: dentes que não nasceram podem ser supridos com implantes?

Agenesia: dentes que não nasceram podem ser supridos com implantes?
FacebookEmailShare

Algumas pessoas podem não ter todos os dentes simplesmente porque um ou mais deles não se formaram como deveriam. Essa condição é chamada de agenesia dentária.

Trata-se de uma anomalia caracterizada pela ausência congênita de um ou mais dentes, tanto na dentição decídua (mais rara), quanto na dentição permanente (mais frequente). A agenesia pode ocorrer unilateralmente ou bilateralmente, sendo a primeira mais comum. Pode envolver qualquer um dos dentes, porém ocorre com mais frequência nos terceiros molares (sisos), pré molares e incisivos laterais superiores.

As anomalias quanto ao número de dentes ocorrem na fase de formação inicial dos genes dentais durante o desenvolvimento fetal. A etiologia da agenesia é desconhecida, porém pode estar relacionada com:

  • Modificações em determinados genes
  • Fatores nutricionais
  • Traumas
  • Infecções e patologias virais como sarampo e rubéola
  • Fatores hereditários
  • Problemas endócrinos
  • Uso de substâncias como a talidomida, quimioterapia e radioterapia

 

Os dentes de leite (dentição decídua) normalmente nascem no período entre 6 e 33 meses de idade.  A final desse período a criança deve ter dez dentes. Por volta dos 6 anos esses dentes começam a ser fisiologicamente substituídos por dentes permanentes. A troca completa ocorre entre 6 e 12 anos.

Se houver atraso no amolecimento de algum dente decíduo, é recomendado levar a criança ao dentista para diagnosticar o motivo deste atraso e a ausência de erupção do dente permanente. Uma radiografia panorâmica deve mostrar com clareza se a falta de algum dente permanente ocorre por agenesia (ausência do germe do dente) ou porque o ele não erupcionou devido a mal posicionamento ou por falta de espaço.

 

Tratamento para agenesia. É possível repor um dente que não nasceu com implante dentários?

O tratamento para agenesia depende de cada caso. Ainda em crianças, quando o dente não erupcionou por falta de espaço, pode ser indicada a colocação de uma contenção para abrir o espaço adequado. Quando o dente não se formou, o espaço pode ser fechado com um tratamento ortodôntico. Nesta fase os implantes não são recomendados, porque eles podem atrapalhar o desenvolvimento dos outros dentes.

Já em adultos, o dente que não erupcionou pode ser tracionado para fora com tratamento ortodôntico, quando seu posicionamento permite isso. Em alguns casos pode ser realizado o fechamento do espaço também com tratamento ortodôntico. Dentes que não se formaram ou que estão impactados de tal forma que nunca irão erupcionar podem ser supridos com implantes dentários e uma coroa protética.

 

O paciente realiza um exame radiográfico para determinar se há dentes não erupcionados na região em que se pretende colocar os implantes. O dentista avalia se esse dente deve ser extraído para permitir a colocação do implante dentário.

Outro aspecto avaliado é a condição óssea, já que para colocar implantes dentários é necessário que o paciente apresente bom volume ósseo, tanto em altura, como em largura. Essas características são facilmente identificadas através de exames radiológicos.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

 

(11) 3262-4750

contato@implart.com.br

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

FacebookEmailShare

Deixe um comentário

Close